sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Capítulo 35:



Demi Lovato

- Me diz o que te deixa tão tristonha.
- Eu estou com muito medo, Joe. Pode parecer bobeira minha, mas... Eu sinto que o meu bebê está cada vez mais distante de mim. – Era loucura, eu sei, mas era isso que eu sentia quando pensava no meu bebê.
- Não entendi, Demi. Ele está aí no mesmo lugar de sempre. Pequenino como ele é. – ele disse fofo. Joe realmente era muito fofo.
- Eu sei, você sabe, mas não é o que eu sinto, entende? Samanta, minha obstetra, disse que talvez mais uma emoção como a de hoje e ele não aguente.
- Ela disse isso? Que mulher fria!
- Não, Joe. Ela não queria me contar, eu que implorei!
- Precisamos ir embora dessa casa, então. Vamos morar em outro lugar, Demi.
Eu estava exausta demais para falar mais alguma coisa, eu sabia que se falasse mais uma palavra referente ao bebê eu iria chorar.
- Vai dar tudo certo, Demi. Você vai ver!
Eu queria mais do que ninguém, acreditar nas palavras de Joe, mas eu sabia que alguma coisa ia acontecer e nada ia ficar certo. Eu estava pressentindo.
- Com tudo isso, eu esqueci de lhe mostrar uma coisa. – Eu desci correndo e fui buscar a sacola que eu havia deixado na sala. Eu tinha feito compras com as meninas depois que saímos da confeitaria. Não demorou mais que uma hora. – Eu comprei para o nosso bebê. – tirei um macacão verde. – Esse – tirei um amarelo - é para o bebê de Selly, mas eu ainda não contei, vou dar mais tarde.
- Bebê de quem? – perguntou assustado.
- De Selly! É segredo, ela não contou ao Nick ainda, mas ela está gravida.
- Isso é legal, muito legal! Hei, o que acha de ficar na casa de Selena ou Miley?
- O que?
- Precisamos nos mudar só para confundir Wilmer, pelo menos até nosso bebê nascer. Elas não vão se importar de nos abrigar por um tempo.
- Joe, não é um tempo. São sete meses, meu amor. – eu suspirei - Eu prefiro que procuremos um apartamento, ou coisa assim, para ficar por um tempo. Assim moraremos aqui ainda, mas passaremos um tempo lá. O que acha?
- Não sei... Eu vou pensar no caso. Vamos dormir?
- Claro! O dia foi cansativo hoje.

Dormimos abraçados como todas as noites. Joe me deixava calma. Gostaria que ele me fizesse esquecer as coisas ruins que passavam na minha cabeça, mas não, essas coisas me atormentavam tanto que não tinha como sair.
O fato de eu poder perder meu bebê a qualquer momento me deixava muito magoada e isso estava afetando Joe mais do que eu queria. Ele parecia forte, mas Joe era fraco, principalmente a coisas que se referiam aos seus sentimentos. Joe estava muito envolvido com o nosso bebê como se fosse dele realmente, então uma perda seria ruim para ele assim como seria para mim.
Isso ficou na minha cabeça durante toda a noite, e o resultado disso foi que eu tive um pesadelo terrível.
Sonhei que eu havia dado a luz a um bebê morto!
- Demi! – Joe me chamou, mas fora do meu sonho. Eu abri os olhos sentia meu corpo malhado pelo suor e minha respiração estava pesada. Eu estava chorando em meu sonho, mas na vida real também. Aquele sonho era tão real! – Foi só um pesadelo. – Joe disse me abraçando e me confortando.
Eu sabia que era um pesadelo, meu medo era que ele se tornasse real.

O dia seguinte logo estava raiando do lado de fora.
Um sol muito forte brilhava logo pela manhã, era um dia bonito. Acordei na frente de Joe. Ele estava atrasado e eu tinha que acorda-lo.
- Joe, meu amor! – beijei seus lábios e ele acordou sorrindo. – Você está atrasado.
- Ah, não me importo! Quero ficar aqui com você. - ele me abraçou. – Quando eu quiser, eu vou. – ele disse sorrindo e logo em seguida me beijou. – Quer me contar o sonho de ontem?
- Não. Não quero nem me lembrar, Joe. Foi horrível! – disse querendo afastar esse pensamento de mim.
- Estava pensando, e você tem razão. Vamos procurar um apartamento. Então vai ter que voltar ao seu local de trabalho para procura-lo.
- Que maravilha! Posso aproveitar e resolver umas coisas por lá?
- Se isso te faz feliz, faça!
Isso tornou o dia mais bonito ainda.

Chegamos à imobiliária e todos queriam cumprimentar, me abraçar, me parabenizar pelo noivado e disseram coisas agradáveis...

Na sala de Joe vimos inúmeros apartamentos...
- Joe, esse parece ótimo! É pequeno e não vamos gastar muito. Afinal, teremos de manter duas casas.
- É verdade. Quando o bebê nascer poderemos voltar.
- Concordo. E alugar esse apartamento depois.
- Parece ótimo, Demi. Quer visitar o apartamento?
- Não. Vamos nos mudar logo. Ele já está mobiliado, Joe. É só levar as roupas! Quanto mais cedo, melhor! – disse saindo.
- Onde vai?
- Para minha sala, lembra que eu ia resolver umas coisas?
- Lembro. Claro que lembro. Va lá! – ele disse sorrindo.

Resolvi tudo com Val, falei tudo que ela precisava saber e disse que ela poderia me mandar tudo por e-mail, pois iria trabalhar em casa. Ela confirmou e logo Joe já estava na minha sala me chamando por ir embora. Despedi-me das pessoas que eu julgava necessário e saímos.
- Aonde vamos? – perguntei quando percebi que o caminho não era o de nossa casa.
- Almoçar num restaurante que tem por aqui. Eu gosto!

Já estávamos almoçando...
- Está sorrindo feito uma criança, Demi.
- Eu gosto de me sentir útil. – respondi somente.
- Está se sentindo inútil? – assenti como um mais ou menos. - Está carregando um bebê, dando vida a ele. Quer coisa mais útil que essa?
- Não, não quero. O problema é que às vezes, você ou os nossos amigos me tratam como uma doente. Eu sei que é delicado, mas não precisa de tanto. Não sou dependente de ninguém. Se não estivéssemos juntos, eu estaria cuidando sozinha de tudo.
- Ah, não mesmo! Acha que eu ia deixar? – rimos.
Realmente o Joe não ia deixar.

Duas semanas depois e já tínhamos resolvido todo o assunto do apartamento e já estávamos lá há dez dias. Ou seja, quatro dias depois de o escolhermos.
Eu estava ótima, não tinha sangramentos desde aquele dia.
Estávamos no casamento de Miley e Liam.
A festa estava maravilhosa, tudo estava maravilhoso. A cerimônia foi linda e pelo que Mi me falou “tudo que eles tinham planejado”.
A Selena já tinha contado ao Nick que estava grávida e ele amou a notícia, eu disse que ele ia gostar. Estava tudo bem, mas aquela sensação de perda ainda me incomodava.

Continua...
Eu queria que a vida, quer dizer, as histórias fossem boas no sentido de felicidade desde o inicio ao fim, mas elas não iam ser legais ou boas propriamente ditas, seriam sem fundamento. Por isso, que as histórias tem um vilão ou uma vilã, assim ela fica mais... emocionante!
É por isso que as novelas das 8, que começa às 9, são de mais sucesso!
Estou dizendo isso, porque as coisas vão se complicar ainda mais com Joe e Demi e eles vão precisar do apoio de vocês.
Se vocês não tiverem gostando, me falem... Eu posso tentar fazer alguma coisa, não escondam nada de mim.
Deixo aqui meu e-mail para contato: barbara_rbdsd@hotmail.com
Twitter (que eu não entro): Bah_RBDSD
O que acharam do visual do blog? Tive medo de trocar!
Beijão!
BahChris...s2

4 comentários:

  1. eu concordo com você bah ,queria que as historias envolvessem felicidade do inicio ate o fim ,mas sem o vilão ou a vilã ,iria ficar muito comum ,monotomo e "clichê" ,e pra falar a verdade ,eu prefiro bem mais os vilões ,o ar de superioridade deles me inspiram a escrever ,a minhas vilãs favoritas são a Tereza Cristina ,de Fina Estampa ,Clara ,de Passione e a dupla ,Wanda e Lívia ,da atual novela das nove ,Salve Jorge ,essas duas estão me inspirando a fazer uma fanfic bem interessante e completamente diferente do que a gente vê no casal Jemi !
    Escrevi um texto enorme só para as notas finais do cap. e sobre o cap. NADA !
    Enfim ,eu acho que a Demi tem grandes chances de perder o bebê ,mas eu tenho uma teoria de que depois que o bebe nasce ,o Wilmer rouba o bebe ,mantendo-o carcerado ,e em troca disso ele queria a Demi de volta pra ele ,essa é uma teoria que eu acabei de pensar aqui ,haha
    Achei o capítulo perfeito e adoro sua escrita ,é realmente muuito boa !
    E sobre o novo lay ,eu preferia o outro ,combinava mais com a fic slá
    Então é isso
    Beijú :3
    -Xoxo s2'

    ResponderExcluir
  2. o meu deus,tomará que a demi não perca o bebê,tá perfeito o capítulo,eu adorei o visual do blog,posta logo,beijos <3

    ResponderExcluir
  3. awwns deus , a demi não pode perder o bebe dela :(
    não pode mesmo , não faz isto não :(

    ResponderExcluir
  4. pode visitar nosso blog, por favor?

    http://jemilovestoriesbs.blogspot.pt/

    ResponderExcluir

Oie, amores!
Espero que tenham gostado de " Amor Autêntico ". Escrevi com muito carinho e gostaria que registrassem o que acharam.
Posso contar com isso?
Amos vocês <3