domingo, 22 de junho de 2014

Capítulo 5: I Hate You, Don’t Leave Me

Capítulo 5: I Hate You, Don’t Leave Me

No dia seguinte eu imaginava que Joe não mencionaria o dia anterior, só não achava que ele seria tão frio comigo.
- Bom dia! – disse quando saí do meu apartamento, apenas por educação, como eu disse não esperava receber carinho. Joe estava parado esperando o elevador abrir.
- O dia não tem nada de bom. – ele respondeu. Eu esperei o elevador, ele entrou. – Vai entrar?
- Prefiro esperar. – ele olhou fundo em meus olhos e deixou a porta fechar. Assim que ela se fechou eu apertei o botão novamente. Posso até me atrasar, mas não quero olhar para a cara dele novamente.
Dominó da Jesse J começou a ecoar pelo cômodo, eu olhei no visor e foto de Miley piscava. Eu já havia ligado o meu celular, bloqueei o número de Wilmer, mas eu sabia que depois do soco que Joe deu nele, ele não voltaria a me ligar ou tentaria entrar em contato comigo.
- Oi, amiga!
- O que houve? – ela perguntou desesperada. – Wilmer me ligou ontem a noite, ele disse que você o estava evitando e que eu deveria te ligar. Eu até tentei, mas os seus números davam fora de área, liguei para o apartamento de Joe e tocou sem parar. Eu ia até a sua casa quando Joe me mandou uma mensagem dizendo que você estava bem.
- O Joe?
- É, eu também me assustei, mas ele mandou algo como: “Demi está melhor agora”. como eu não sabia do que se tratava eu resolvi ligar hoje e se você não atendesse, eu ia até a sua casa.
- Bom, ontem era dia de pagar as contas de Wilmer. – o elevador chegou e eu entrei. – Cândida me avisou, eu havia esquecido completamente. Então, peguei o carro e fui para a casa dele pegar as contas. Quando cheguei lá, o porteiro dele me disse que Wilmer estava em casa, pensei: “Ótimo! Vou fazer uma surpresa para ele”, só que a surpresa acabou sendo minha. Eu o peguei na cama com outra. Eu o peguei transando com outra, Mi. Você tem ideia do que é isso.
- Oh, amiga! Eu fico tão triste de saber isso, eu jamais imaginaria que Wilmer fosse desses. Por que você não me procurou e foi atrás de Joe? – o elevador abriu e eu saí, seguindo em direção ao meu carro.
- Eu não queria ver ninguém, Mi. Ninguém mesmo, mas eu estava tão triste que voltei para casa aos prantos e Joe... Bom, Joe me ajudou!
- É estranho pensar em Joe te ajudando. Porque você é Joe juntos são como bombas acesas. Há qualquer momento podem explodir. Em fim, como você está hoje?
 - Eu estou ótima! Quero que o Wilmer morra no Chile, na China... Onde quer que ele vá, e que leve Joe junto.
- Já brigaram de novo?
- Joe é um idiota! Não sabe se comportar como cavalheiro por mais de vinte e quatro horas. Voltou a ser o asno de sempre. Me lembre de nunca mais tentar conversar com ele civilizadamente.
- Demi, você e Joe vão acabar casando, vivendo felizes com três filhos Jonas-Lovato.
- Miley, lave a sua boca com sabão.
- Eu estou falando sério. Dizem que de um ódio nasce um grande amor.
- Você não sabe do que está dizendo! Preciso desligar agora, não gosto de dirigir falando ao celular.
- Tudo bem, eu acabei de chegar aqui na revista. Ouvi dizer que Joe está uma fera hoje, Rose está até chorando no banheiro.
- Esse asno já chegou?
- Parece que eles estavam no telefone.
- Preciso desligar agora. – desliguei o telefone.
Hoje seria um dia trabalhoso.
Cheguei e Cândida já me esperava na recepção do prédio.
- Demi, o Sr. Robert ligou hoje querendo terminar a transação, parece que deu alguma coisa errada.
- Ótimo! Ligue para ele e cancele tudo. Jonas é um idiota e não merece a minha ajuda. Ele que consiga o andar sozinho.
- Por falar em Jonas, Sr. Meyer quer falar com você assim que chegar.
- Pode avisar que eu cheguei. – entrei em minha sala. – Cândida, marque uma reunião com o meu pai, só com meu pai.
****

- Demi, Nick Meyer está chegando. – avisou Cândida.
- Bom dia, Demi. – entrou Nick. – Que história é essa de você cancelar o andar? Joseph está louco de raiva.
- Deixe que fique. Eu tentei ajudar aquele energúmeno, mas ele é um idiota com “I” maiúsculo!
- Demi, pense bem é para o bem da revista.
- Eu espero que ele consiga, dessa vez sozinho. Eu não vou ceder mais nada para vocês. Ele ao invés de trabalhar fica querendo dar uma de bom moço.
- Do que está falando?
- Esqueça Nick. Joseph me tira do sério com as grosserias dele. Custava ele me dar um “Bom dia” essa manhã.
- Tudo isso é por um “Bom dia”!
- Eu me arrependi. Joe sempre se dá bem, porque eu estou sempre o ajudando, mas dessa vez ele vai ter que se virar sozinho. Nick, a revista masculina precisa ser mais do que só mulheres nuas e esportes. É por isso que ela não vai para frente. Vocês precisam se empenhar mais.
- O que você nos sugere?
- Eu não vou dizer, Nick. Vocês vão ter que fazer isso sozinhos. Aceitaram a minha sugestão sobre uma mulher responder as perguntas dos homens e deu certo. Pensem no que os homens gostam, do que ele querem.
- Esporte e Mulheres. – respondeu Nick.
- Vocês precisam compreender que nem todos os homens são como você e Joe. Existem homens carinhosos, sensíveis, amorosos, simpáticos, gays, machistas, mesquinhos, cheios de qualidades, sem qualidade... Existem todo o tipo de homem e não só os que gostam de esportes e mulheres nuas. Eu já tentei dizer isso ao Joe mil e uma vezes, mas ele não me escuta, porque quem está dizendo sou eu... Mas se você dizer isso, quem sabe ele não te escuta. A revista tem de tudo para dar certo, Nick.
- Eu entendi o que vocês quis dizer, Demi e talvez você tenha razão. Mas eu gostaria que você deixasse o lado pessoal e nos ajudasse com o andar. Nós vamos te recompensar.
- Eu prometo pensar. – eu disse e sorri. – Você não veio aqui só para falar do meu cancelamento?
- Na verdade, eu vim conversar a respeito do novo andar, sobre o que vocês tinham conversado e tudo mais, mas cinco minutos antes de eu vim eu soube que você havia cancelado.
****

Eu fui até a sala do meu pai. Ângela me anunciou e ele ainda estava no telefone, eu acredito que estava falando com a minha mãe.
- Tudo bem, querida. Demi está aqui, eu vou conversar com ela. Mando sim, eu também amo você.
Eu amava ouvir meus pais dizerem que se amam. Durante toda a minha infância e adolescência eu sonhava em encontrar um homem como meu pai. Ele amava incondicionalmente a minha mãe, ele nunca a traiu e ela sabia disso. Ele não deixava de demonstrar o seu amor, era carinhoso, gentil, amoroso e bondoso com todos nós. Definitivamente, não haviam mais homens como o meu pai. Tanto que eu estava solteira aos trinta anos.
- Tudo bem, querida? – meu pai levantou para me dar um beijo e me abraçar. – Quer conversar sobre a revista ou é algo pessoal?
- Eu estou ótima, papai. Eu quero falar sobre as duas coisas.
- Antes que comece, eu soube do seu rompimento com Wilmer. Ele ligou para a nossa casa a sua procura. Sua mãe está preocupada com você, afinal você está...
- Ficando velha? – perguntei. Ao contrario de papai, minha mãe ás vezes era invencível e diziam coisas desse tipo para mim. Que estou velha, que ninguém vai me querer, eu não vou dar netos a ela... e por aí vai.
- Wilmer foi um cachorro comigo. Eu não ficaria com ele depois de uma traição, papai. Nem se eu ficasse, poderíamos. Acho que ele foi para o Chile e não volta mais. Eu desejo que ele morra lá mesmo.
- Demi, você não pode...
- Pai, eu não vim falar de Wilmer. Joseph deixou escapar na festa de sábado sobre o senhor vender as ações. De que cirurgia minha mãe precisa? Por que tem que vender logo as ações?
- Demi, sua mãe está com Alzheimer. É uma doença, provavelmente incurável, mas eu achei um site de um doutor especialista nessa área. É uma cirurgia no cérebro, complicada e que pode dar certo.
- Pode dar certo? Você vai vender as ações da empresa que eu amo como algo que pode “dar certo”? Sabe que tem grandes possibilidades de não dar certo? Papai, há remédios e tratamentos que retardam a doença. Tem pessoas que sobrevivem com ela.
- Demi, querida....
- Você não pode vender as ações!
- Demi, me desculpe.
- Venda para mim. – eu disse.
- Demi, você não tem o dinheiro.
- Eu tenho, claro que eu tenho. Eu compro as ações de você. Você não pode vende-las para o Joe, eu não vou trabalhar para ele. Isso está fora de questão. Eu não vou trabalhar para Joe.
- Sabe de quantos eu estou falando, querida. São cinquenta por centos das ações. Você por acaso tem cinquenta mil dólares?
- Me dê um tempo e eu terei cinquenta mil dólares.
A verdade é que eu não tinha nem vinte mil dólares e eu só poderia juntar mais cinquenta mil dólares em vinte anos. Papai não esperaria vinte anos para vender, ele venderia para Joe.
Eu pensava tanto nisso que no fim do dia eu estava sem almoço e com dor de cabeça estupidamente chata.
Bom, eu tinha doze mil dólares no banco e eu poderia vender meu apartamento por vinte mil. Eu tinha mais do que a metade. Eu poderia pegar um empréstimo no banco, mas eles não cederiam vinte mil dólares e os juros seriam altíssimos. Eu não conseguiria os cinquenta mil.
- Onde você pensa que vai achar cinquenta mil dólares? – Joe entrou na minha sala. – Você é doida, ou o que?
- Por acaso você tem?
- Meu pai vai me ajudar com dez mil dólares, mas eu devolveria a ele.
- Você tem quarenta mil dólares?
- Não mude de assunto! – gritou Joe.
- Não grita comigo. – a minha dor só aumentava.
Eu juntei as minhas coisas e estava saindo.
- Demi, nós precisamos conversar. Você não vai poder comprar as ações, você sabe disso tanto quanto eu e só vai retardar as coisas. Eu vou acabar comprando, você sabe disso.
- Você não me conhece, Joe. Você não sabe do que eu sou capaz. Eu vou comprar as ações do meu pai e eu não vou trabalhar para você.
- Demi, me escuta! – eu saí da minha sala e Joe estava atrás de mim.

XXX


Oi, meu povo!
Vocês estão poderosas nos comentários, hein! Estão se superando a cada dia e para retribuir tanta gentileza mais um capítulo!
Uau, meninas! Será que Demi consegue os cinquenta mil?
Quem esperava uma
Será que Joe vai deixar essa afronta por isso mesmo?

Wilmer sumiu realmente?

14 comentários:

  1. Mil tretas, mano. Tomara que consiga, né kkkkkkkk,
    Beijos~

    ResponderExcluir
  2. Acho que o Joe vai dar o dinheiro pra ela.
    Tomara...
    Posta Logo

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus!! Como vc para aí?? Não pode! Não seja má! Posta logooooooooo!
    Bia

    ResponderExcluir
  4. Quero saber o que o Joe vao falar!!!
    POSTA LOGO
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Acho que ela vai consegui o dinheiro mais na hora que for compra o joe ja vai ter comprado.
    Adorei o Capitulo. Poste logo!! Bjs

    ResponderExcluir
  6. espero que o Wilmer suma kkkkkkk....
    eu acho que a demi vai conseguir o dinheiro sim...
    kkkkkkk joe e demi amor demais
    posta logoo
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Esses dois são como cão e gato kkkk
    Tomara que o Wilmer morra e suma da vida de todo mundo de uma vez... O pai da Demi não pode vender as ações certo é a mãe dela, mais pode não dar certo e tals. É complicado ... Amando muito essa fic . Continuaa
    Fabíola Barboza

    ResponderExcluir
  8. Está perfeito. Vc escrece super bem. Estou amando! Kiss :* Poste logo pf.

    ResponderExcluir
  9. O Joe e a Demi são como cães e gatos mais se amam rsrsrs...tomara que o wilmer tenha sumido mesmo e não volte nunca mais..eu acho que a Demi consegue sim o dinheiro...posta logoooooooooooo please

    ResponderExcluir
  10. Oi!Se quiser ajuda para a sua fanfic ou a betagem de algum capítulo ou ainda receber uma critica construtiva, foi criado um blog para isso.
    criticasdefanfics.blogspot.pt/
    E esse acima.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olha eu aqui :)
    To amando. To apaixonada. To louca com essas capítulos
    Quero muito mais em. Cara vocês arrasaram completamente nessa fic.
    Posta logo outro quero saber o que Demi vai fazer pra arrumar esse dinheiram todo. E no que Joe quer falar com ela que não para de andar atrás dela.
    Posta logo pelo amor de deus.
    Antes wje eh tenha um Treco e morra
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Cadê a senhora?? Eu to louca aqui, quero capitulo, quero saber o que vai acontecer
    Por favor posta logo cara :3

    ResponderExcluir
  13. Bah
    Oie tudo bem. Nao sei se vc ama Nelena assim como eu. Entao de uma passsadinha nesse blog e leia. E ser der divulgue
    http://jamaisteesquecereijemienelena.blogspot.com.br/?m=1
    Sei q vai amar !

    ResponderExcluir

Oie, amores!
Espero que tenham gostado de " Amor Autêntico ". Escrevi com muito carinho e gostaria que registrassem o que acharam.
Posso contar com isso?
Amos vocês <3